uwnuxn5y4mao.noticiasbrasil.cf. gv-otm64l54bzdzkl.dv.googlehosted.com google-site-verification=SBVDCSnG_w68wEVCzc2JUFXmukk4xtF32-qHX1jBm9E Menor carga horária não deve diminuir preço da CNH, avalia sindicato das autoescolas ~ conabil

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Menor carga horária não deve diminuir preço da CNH, avalia sindicato das autoescolas

A resolução do Conselho Nacional de Trânsito que estipulou novas regras para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação, como a redução no número de aulas práticas,não deve ter um impacto significativo nos valores cobrados pelas autoescolas catarinenses. A avaliação é do presidente Sindicato dos Centros de Formação de Condutores do Estado de Santa Catarina, César Stolf.
A principal mudança da resolução, que passou a valer nesta segunda-feira, 16, foi diminuir o mínimo de aulas práticas que os centros de condutores têm obrigação de ofertar na categoria B para carros de 25 horas/aula para 20 horas/aula. Além disso, a nova regra também diminui o número de aulas práticas obrigatórias durante a noite para a mesma categoria, antes, eram cinco horas noturnas e, a partir de agora, será apenas uma hora.
Quando a medida foi anunciada, havia a expectativa de que as alterações trouxessem economia para quem pretende tirar a CNH. Para o presidente do Sindemosc, no entanto, a mudança em Santa Catarina não virá acompanhada de um reflexo nos valores porque muitas autoescolas do Estado já estão praticando preços abaixo da média nacional.
— Hoje, uma aula de volante, que dura 50 minutos, custa em média entre R$ 40 e R$ 60 em Santa Catarina. Por isso, acredito que não há condições para diminuir os preços, pois este valor já é menor do que o que é praticado no restante do país — comenta César Stolf.
Ainda segundo o presidente do Sindemosc, a diminuição no número de horas obrigatórias pode, inclusive, resultar em um aumento do valor das horas/aulas.
— Como os empresários já estão cobrando um valor abaixo, a diminuição da carga horária pode obrigá-los a ter que aumentar o preço da hora/aula para compensar a perda — ressalta.

Fonte: DC

0 comentários:

Postar um comentário