SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Neste sábado (8), centenas de pessoas se reuniram no centro de Toronto, Canadá, para protestar contra a falta de oportunidades para cineastas mulheres e pedir apoio da indústria de entretenimento. A cidade sedia desde quinta (6) o Festival de Toronto, uma das principais mostras de cinema do mundo. 

Personalidades como as atrizes Geena Davis e Mia Kirshner e as diretoras Nandita Das e Amma Asante participaram do protesto, intitulado “Share her Journey Rally” (manifestação para compartilhar a jornada dela, em tradução livre).

Elas dividiram com o público histórias pessoais e estatísticas que mostram a baixa representatividade feminina em uma indústria dominada por homens brancos. As mulheres dirigiram apenas 4% dos principais filmes lançados de 2007 a 2017. Entre estes títulos, só quatro tinham negras como cineastas; dois foram realizados por asiáticas e um, por diretora latina. 

“Somos parte de um movimento agora, e acredito que cada uma de nós pode fazer a diferença”, disse Keri Putnam, diretora-executiva do Instituto Sundence, de acordo com a Variety. A plateia acompanhou o evento empunhando cartazes com dizeres como “Homens de qualidade não temem a igualdade”.



Source link

Por favor, siga , curta e compartilhe