Se Luis Fabiano é a força dentro de casa, Nenê pode representar o Vasco como um todo

Se Luis Fabiano é a força dentro de casa, Nenê pode representar o Vasco como um todo

[ad_1]

Luis Fabiano ainda é o principal nome do Vasco na campanha deste Brasileirão 2017. Dos pés do atacante saíram cinco gols e duas assistências. É responsável direto por sete dos 13 tentos anotados pelo Cruzmaltino até aqui. No entanto, o grande xodó ainda é Nenê.

E não poderia ser diferente.

O meia-atacante, autor de um golaço de falta que deu a vitória sobre o Atlético-GO no último domingo (25), ainda é a referência técnica do time. E mesmo que tenha protagonizado um certo estranhamento ao ser relegado ao banco de reservas por Milton Mendes, isso não abalou o seu futebol.

Neste Brasileirão, o jogador de 35 anos fez dois gols – um deles na vitória sobre o Fluminense – e foi responsável por três assistências [é o grande ‘garçom’ do time neste Brasileirão]. Além disso, é o vascaíno que mais cria chances de gols até aqui: de seus pés, saíram 24 passes que renderam grande perigo aos adversários. Uma grande distância em relação ao segundo colocado na lista, o jovem Douglas Luiz [14].

Nene Vasco Atletico-GO Brasileirao Serie A 25062017

Nenê criou 24 chances de gols e deu 3 assistências (Foto:Paulo Fernandes/Vasco)

A comparação com Luis Fabiano é muito mais para a curiosidade, mas se o atacante simboliza o poder vascaíno dentro de São Januário [só disputou dois jogos fora de casa, contra o Palmeiras e o clássico diante do Botafogo no Rio] Nenê pode personificar o Gigante da Colina na contabilização geral desta Série A: de suas nove partidas, quatro delas foram como visitante – o grande desafio do time até aqui, com apenas derrotas contabilizadas.

Nene Douglas Luis Fabiano Vasco Atletico-GO Brasileirao Serie A 25062017

Fora de casa, Nenê disputou o dobro de jogos neste Brasileirão (Foto:Paulo Fernandes/Vasco)

E apesar da idade mais avançada, Nenê sempre mostrou um esforço admirável para participar também da fase defensiva do jogo. Se Milton Mendes teve dúvidas em relação à sua presença, o ídolo da torcida provou que ela estará presente apenas na questão tática – já que, fora do Rio de Janeiro, a dupla com Luis Fabiano só aconteceu uma vez no Brasileirão.

No entanto, vale ressaltar que nem sempre Nenê poderá decidir. Isso ficou claro nos jogos longe do território carioca. E a esta realidade, o Gigante da Colina já está acostumado desde 2015: seja para o bem de contar com um jogador de toque diferente, ou pelo mal de vê-lo muitas vezes sozinho como grande esperança de gols.

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *