Técnico do Coritiba critica a arbitragem no clássico

Técnico do Coritiba critica a arbitragem no clássico

[ad_1]

O Coritiba reclamou – e muito – da arbitragem do clássico do último domingo, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. A principal bronca alviverde é de um pênalti não marcado em cima do atacante Rildo, quando o placar ainda era de 1 a 0 Coxa. Para aumentar ainda mais a ira, na sequência da jogada, no contra-ataque atleticano, o árbitro assinalou penalidade máxima em cima de Felipe Gedoz.

Isso tudo ocorreu aos 37 minutos do segundo tempo. Em um ataque do Coritiba, houve um choque entre o volante Esteban Pávez, do Atlético-PR, e o atacante Rildo, do Coxa. Na interpretação do árbitro Anderson Daronco foi uma disputa normal. Enquanto o time alviverde reclamava do lance, o Furacão saiu no contra-ataque, até que Iago Dias derrubou Felipe Gedoz dentro da grande área. Pênalti assinalado para os atleticanos, que empataram o duelo.

– Aí eu pergunto ao [Anderson] Daronco e à comissão de arbitragem: como é que eu faço? Não posso falar, mas olha o prejuízo que deu este lance, de pênalti claro e que no contra-ataque teve o do adversário. Um prejuízo grande que poderia ter sido diferente. Eu acho que a estratégia foi boa, não utilizamos tanto a nossa técnica, mas ficou essa sensação de derrota, apesar do volume de jogo que o Atlético teve – protestou o técnico Marcelo Oliveira.

O Coritiba está na parte inferior da tabela. O time é o 15º colocado, com 27 pontos, um a mais do que a zona de rebaixamento. Na próxima rodada, o Coxa encara o Palmeiras, na segunda-feira, no Pacaembu.

E MAIS:

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *