Switch pode faltar nas lojas no fim de ano por “engasgos” em sua produção

Switch pode faltar nas lojas no fim de ano por “engasgos” em sua produção

[ad_1]

Peça rara em muitas lojas desde seu lançamento, o Switch pode continuar sendo difícil de achar durante o final do ano — período no qual as vendas de consoles tendem a subir. Segundo Reggie Fils-Aime, presidente da Nintendo of America, a empresa não pode garantir que vai normalizar os estoques do aparelho graças a alguns “engasgos” presentes em sua linha de produção.

“Não há somente um ponto de engasgo, há vários deles”, afirmou Fils-Aime ao The Financial Times. “Eu não vou entrar em detalhes, mas não é somente um componente. Eu vou fazer milhões de unidades fluir para o mercado. Mas o que eu não sei é qual vai ser a demanda. E há o potencial que a demanda vá superar o fornecimento”.

Nintendo Switch

O executivo afirma que a Nintendo vai se esforçar para que todos que desejam um Switch consigam encontrá-lo, mas que não tem como garantir que isso vai acontecer. “Não queremos deixar um consumidor desapontado por não conseguir obter uma unidade para a estação de festas. Mas gerenciar essa cadeia de suprimentos complexa é um desafio”, explicou.

Não há somente um ponto de engasgo, há vários deles

A previsão inicial da Nintendo era vender 10 milhões de unidades do Switch até o final do ano fiscal atual (que se encerra em março de 2018), objetivo que parece que vai ser cumprido com facilidade. Os últimos números oficias divulgados pela empresa constam que, até o dia 30 de junho, pelo menos 4,7 milhões de unidades do console já haviam sido comercializadas ao redor do mundo.

A demanda pelo Switch deve aumentar bastante no final do ano graças ao lançamento de Super Mario Odyssey, que será lançado no dia 27 de outubro. Segundo o Financial Times, um dos principais problemas enfrentados pela Nintendo está relacionado à Alps Eletric, companhia que fornece peças para os Joy-Cons que supostamente está tendo dificuldades em aumentar sua produção.

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *