Roger brilha de novo, Botafogo quebra jejum e vence o Flamengo

Roger brilha de novo, Botafogo quebra jejum e vence o Flamengo

[ad_1]

Não importa se era o sexto duelo entre as equipes no ano, este clássico sempre tem algum ingrediente a mais. Neste domingo, os poucos presentes viram a primeira vitória do Botafogo sobre o Flamengo desde 2015. Fim do jejum que, no Campeonato Brasileiro, significou para o Glorioso permanecer colado no G6. O Rubro-Negro segue em quinto.

No Nilton Santos, a primeira boa chance foi do time da casa, aos 16 minutos. Valencia cobrou falta do lado esquerdo, a zaga rubro-negra afastou e a bola sobrou para Rodrigo Pimpão. Diego Alves defendeu o chute. E, no minuto seguinte, Roger recebeu da direita, girou e fez a bola passar perto da meta.

Mas o Flamengo mostrou, aos 20, que também é perigoso. Guerrero cobrou falta com maestria, no ângulo, e Gatito Fernández fez grande defesa. O jogo estava aberto novamente.

Entretanto, principalmente os erros de passe é que provocavam ataques aberto de parte a parte. Aos 29 minutos, Roger recebeu lançamento, dominou e chutou para o gol. O impedimento, porém, já estava marcado.

O mesmo Roger travou passe de Matheus Savio, Pimpão e Valencia tramaram taque e o centroavante fez Diego Alves operar um milagre.

Já na segunda etapa, não demorou para Everton Ribeiro mostrar serviço: eram quase quatro minutos quando o meia-atacante chutou de fora da área e obrigou Gatito a fazer excelente intervenção.

O trio ofensivo do Botafogo entrou em ação novamente aos nove minutos: calcanhar de Pimpão, arrancada de Valencia e cruzamento para Roger. A finalização, porém, travou na marcação. Não faria falta. No escanteio obtido, Igor Rabello cabeceou a bola na trave e o rebote encontrou Roger. De Roger para o gol, o placar estava aberto.

O entrosamento alvinegro falava mais alto diante de tantas mexidas no Flamengo. Quando Guerrero e companhia acertavam a troca de passes, paravam na marcação.

E isso resultava em contragolpes. Aos 22, Igor Rabello apareceu na ponta esquerda e achou Roger, que foi travado. Só que o camisa 9 não seria travado no minuto seguinte. Agora pela direita, Valencia achou Bruno Silva e o cruzamento rasteiro encontrou o centroavante, que chegou a incríveis oito gols em clássicos na temporada. O Flamengo rodou, ameaçou, mas não evitou o triunfo do mandante.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 0 FLAMENGO

Local: Estádio Nilton Santos
Data-Hora: 10/9/2017 – 16h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG-Fifa)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG-Fifa) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)
Público/renda: 5.155 pagantes/R$ 288.010,00
Cartões amarelos:
Cartões vermelhos:
Gols: Roger, aos 10’/2ºT e aos 23’/2ºT

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello e Victor Luís; Matheus Fernandes, Bruno Silva, Leandrinho (Dudu Cearense, Intervalo) e Valencia (Fernandes, 35’/2ºT); Rodrigo Pimpão (Guilherme, 26’/2ºT) e Roger – Técnico: Jair Ventura.

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Rhodolfo, Rafael Vaz e Trauco; Cuéllar e Romulo (Willian Arão, 20’/2ºT); Geuvânio (Berrío, 14’/2ºT), Everton Ribeiro e Matheus Savio (Everton, 24’/2ºT); Guerrero – Técnico: Reinaldo Rueda.

E MAIS:

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *