Botafogo ‘se vinga’ e vence o Flamengo pelo Brasileirão

[ad_1]

Após ser eliminado da Copa do Brasil, o Botafogo mostrou outra atitude e venceu por 2 a 0 o Flamengo, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. O resultado fez com que os alvinegros chegarem a 34 pontos e seguir na briga pelo G-6. Já os rubro-negros seguem com 35 e veem o rival chegar na classificação.

Após um primeiro tempo movimentado, mas sem gols, o Botafogo aproveitou sua primeira chance na etapa final pra marcar, com Roger. Os alvinegros seguiram mais objetivos e marcaram o segundo, novamente com Roger para decretar a vitória no Nilton Santos.

Na próxima rodada, o Botafogo terá pela frente o Santos, novamente no Nilton Santos, no sábado. Já no domingo, o Flamengo vai encarar o Sport, na Ilha do Urubu. Antes disso, as duas equipes entram em campo por competições internacionais. Os alvinegros recebem o Grêmio pela Libertadores, enquanto que o Flamengo encara a Chapecoense pela Sul-Americana.

O jogo

O clássico iniciou com as duas equipes mais preocupadas em não dar espaço ao adversário. O Flamengo, assim como nos outros duelos, tinha mais posse de bola. No entanto, os alvinegros pressionavam na marcação e buscavam os contra-ataques.

A primeira boa chance do jogo aconteceu aos 16 minutos. Após escanteio, a zaga cortou mal e a bola sobrou para Rodrigo Pimpão. O atacante dominou, mas chutou em cima de Diego Alves. O lance animou o Botafogo, que chegou com perigo no minuto seguinte. Valencia achou Roger na área e viu o atacante girar sobre a marcação e finalizar com perigo.

O Flamengo teve sua primeira chance somente aos 20 minutos. O atacante Paolo Guerrero cobrou falta da entrada da área no ângulo, mas Gatito Fernández voou para para espalmar e salvar os donos da casa.

Depois de um período de muito equilíbrio, o Botafogo teve a melhor chance do jogo aos 34 minutos. Em contra-ataque rápido, Valencia cruzou pela esquerda para Roger, que cabeceou para grande defesa de Diego Alves. A resposta rubro-negra veio no minuto seguinte, em chute de Guerrero para fora.

Nos minutos finais, o Botafogo conseguiu aproveitar mais os espaços dados pelos rubro-negros para criar a última chance de gol da etapa inicial. Aos 42 minutos, Rodrigo Pimpão passou por dois marcadores na entrada da área e tentou chutar cruzado no ângulo, mas colocou para fora. Assim, o clássico foi para o intervalo com o placar inalterado.

O segundo tempo começou da mesma forma do primeiro. Só que desta vez, o Flamengo criou boa chance logo aos quatro minutos. Éverton Ribeiro arriscou de fora da área e obrigou Gatito Fernández a fazer boa defesa.

Só que o Botafogo não se intimidou e abriu o placar aos dez minutos. Após cobrança de escanteio, Igor Rabello cabeceou na trave. No rebote, Roger apareceu livre para cabecear para a rede.

O revés foi sentido pelos rubro-negros, que quase sofreram o segundo aos 12 minutos. A defesa flamenguista errou na saída de bola e deixou para Roger na área. O atacante tentou a finalização colocada, mas mandou pela linha de fundo.

Aos poucos, o Flamengo conseguiu equilibrar o clássico e passou a buscar o ataque com mais intensidade. No entanto, o Botafogo não recuou e aproveitou um avanço rápido aos 23 minutos para ampliar o marcador. Bruno Silva cruzou rasteiro para a área e viu Roger se antecipar a Rhodolfo para tocar sem chance para Diego Alves.

Com a vantagem no placar, o Botafogo recuou e passou a administrar o resultado. O Flamengo começou a entrar em desespero e a abusar dos cruzamentos, sem qualquer perigo. O panorama do clássico seguiu o mesmo até o apito final.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 2 X 0 FLAMENGO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 10 de setembro de 2017, domingo

Hora: 19h (de Brasília)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meurer (ambos do MG)

Renda: R$ 288.010,00

Público: 5.155 pagantes

GOLS

BOTAFOGO: Roger, aos 10 e 23 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Marcelo, Igor Rabello e Victor Luís; Matheus Fernandes, Bruno Silva, Leandrinho (Dudu Cearense) e Valencia (Fernandes); Rodrigo Pimpão (Guilherme) e Roger

Técnico: Jair Ventura

FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Rhodolfo, Rafael Vaz e Miguel Trauco; Rômulo (Willian Arão), Cuéllar e Everton Ribeiro; Matheus Sávio (Éverton), Geuvânio (Berrío) e Paolo Guerrero

Técnico: Reinaldo Rueda

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *