Tampa enfrenta preparação de urgência após mudança de rumo do Irma

[ad_1]

Tampa (EUA), 9 set (EFE).- Os habitantes da cidade de Tampa e da costa da Flórida do Golfo do México foram surpreendidos quando desde a noite de sexta-feira os sucessivos prognósticos meteorológicos assinalavam que o poderoso furacão Irma tinha mudado de rumo em direção à costa oeste da Flórida (EUA).

Após dias nos quais a área metropolitana de Miami, com seis milhões de habitantes, esperava a evolução deste furacão – cujo olho poderia tocar terra no sudeste do estado com categoria 4 e produzisse efeitos devastadores -, os moradores de Naples e Tampa apressam neste sábado os preparativos para o que finalmente parece ser um impacto iminente em seu litoral.

Na baía de Tampa, com cerca de quatro milhões de pessoas e que não enfrenta o impacto de um furacão há quase um século, foram dadas ao longo do dia uma série de ordens de evacuação imediata e os refúgios poucos a pouco foram atingindo o máximo de sua capacidade.

As autoridades do condado de Pinellas – onde ficam as cidades de St. Petersburg e Clearwater – iniciaram desde a sexta-feira a emissão de ordens de evacuação para os habitantes de áreas de risco, enquanto outros pegavam as estradas rumo a Orlando, no centro do estado.

Mais ao sul, em Naples, as autoridades também pediram à população que vive no litoral para evacuar, e entre os que cumpriram a ordem está o próprio governador do estado, Rick Scott, que junto com a família deixou sua mansão.

O furacão Irma entra na península da Flórida com ventos máximos sustentados de 205 km/ e se desloca na direção oeste com uma velocidade de translação de 15 km/h.

O furacão caiu neste sábado para a categoria 3 após tocar terra na noite da sexta-feira na costa norte de Cuba, mas se fortalecerá de novo no seu caminho para a Flórida, segundo o Centro Nacional de Furacões (CNH, na sigla em inglês) dos EUA. EFE

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *