Homem é preso sob suspeita de filmar perna de passageira em ônibus de SP

[ad_1]

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um homem de 49 anos foi preso na manhã deste sábado (9) sob suspeita de filmar as pernas de uma mulher dentro de um ônibus no centro de São Bernardo do Campo, na Grande SP. O suspeito chegou a ser a agredido por outros passageiros.

João Falcão estava em um coletivo na avenida Armando Ítalo Setti, por volta das 7h, quando teria feito as imagens de uma jovem de 20 anos com seu celular, segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública). A passageira percebeu e avisou o motorista, enquanto outras pessoas que estava no veículo detiveram o suspeito.

O condutor do ônibus parou ao avistar guardas municipais que faziam ronda pela região e informou o ocorrido. Eles encaminharam o suspeito à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Baeta Neves, onde ele foi atendido e liberado, e depois ao 1º DP de São Bernardo.

A secretaria afirmou que Falcão confessou ter feito imagens, o que foi comprovado com a análise de seu celular. Em sua mochila, a polícia ainda encontrou um facão, equipamento de choque e quatro munições.

Ele foi indiciado por importunação ofensiva ao pudor e o delegado arbitrou uma fiança de R$ 5.000, que ainda não foi paga. Falcão passará pela audiência de custódia, que determinará se ele permanecerá preso ou responderá ao processo em liberdade. A polícia não informou se ele já tem advogado.

Segundo a secretaria, os passageiros que teriam agredido o suspeito não foram identificados por causa da confusão.

OUTROS CASOS

Na última quarta (6), um outro homem já tinha sido preso em flagrante na região central de São Bernardo do Campo, sob suspeita de ejacular nas costas de uma atendente de 26 anos dentro de um ônibus. Raimundo Gonçalves Coelho, 60, disse que não conseguiu conter seus “instintos”. Ele teve a prisão em flagrante em provisória.

No dia 29, o ajudante geral Diego Ferreira de Novais, 27, foi preso acusado de estupro após ejacular em uma passageira em um ônibus na av. Paulista (centro de SP). A Justiça o soltou no dia seguinte. Dois dias depois, foi preso de novo, acusado de esfregar o pênis em uma mulher também em ônibus na Paulista. Desta vez, a Justiça o manteve preso.

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *