Governador da Flórida pede que cidadãos procurem abrigo o mais breve possível

[ad_1]

Miami (EUA), 9 set (EFE).- O governador da Flórida, Rick Scott, pediu neste sábado aos moradores e turistas que estão no estado que procurem abrigo o mais rápido possível e antes da chegada do furacão Irma, prevista para as próximas horas.

Em entrevista coletiva no Centro de Operações de Emergência em Tallahassee, capital do estado, Scott informou que mais de 75 mil pessoas procuraram refúgio nos mais de 385 abrigos abertos em toda a Flórida.

Nas últimas horas, o estado tinha ordenado a evacuação de 6,3 milhões de pessoas perante a chegada neste domingo do furacão Irma.

O Departamento de Emergências indicou que já há 76.108 casas sem eletricidade, mais da metade no condado de Miami-Dade.

Por sua vez, a Florida Power & Light Company (FPL), uma das principais fornecedoras de eletricidade no estado, antecipa que pelo menos 4,1 milhões de clientes ficarão sem energia pelo impacto do furacão, que se aproxima de Florida Keys com categoria 3 e deve se fortalecer antes de chegar aos EUA.

O governador voltou a reiterar que as zonas costeiras podem sofrer um aumento do nível do mar de 4,5 metros, o que poderia inundar amplas áreas.

Um dos maiores perigos é a combinação das fortes ondas geradas pelo vento, a tempestade e a maré alta, prevista para amanhã, pouco antes de Irma tocar terra na costa sudoeste da Flórida.

O governador também informou que mantém contato diário com o presidente Donald Trump, que prometeu a ajudar a Flórida com “todos os recursos necessários” e que o governo federal contribuirá ativamente na recuperação do estado após a passagem de Irma.

Scott, que também teve que abandonar sua residência em Naples, onde o furacão deve tocar terra na tarde deste domingo, disse que os sete mil homens da Guarda Nacional da Flórida estão preparados para trabalhar até que todos os residentes e visitantes estejam a salvo. EFE

abm/cs

(foto)

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *