Seul pede a Pyongyang que não use exercícios para aumento da tensão

[ad_1]

Seul, 21 ago (EFE).- O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, pediu nesta segunda-feira à Coreia do Norte para não usar os exercícios militares conjuntos de Seul e Washington como desculpa para aumentar ainda mais a situação vivida na península coreana.

Durante uma reunião com seu Gabinete, Moon considerou que Pyongyang não deve usar as manobras como “pretexto para agravar a situação com ações provocativas”, segundo as minutas do encontro publicado pelo escritório da presidência.

Coreia do Sul e Estados Unidos realizam a partir de hoje e até o dia 31 de agosto suas manobras anuais Ulchi Freedom Guardian, que representam a participação de 50 mil soldados sul-coreanos e 17.500 americanos em território sul-coreano, e acontecem pouco depois da pior escalada de tensão entre Pyongyang e Washington nos últimos anos.

Moon defendeu que os exercícios têm “o objetivo de revisar a preparação defensiva” e disse que Seul não tem “intenção alguma de elevar a tensão na península coreana”.

Todo ano Pyongyang denúncia que o simulacro é na realidade um ensaio para atacar seu território e já no ano passado respondeu realizando um teste de um míssil balístico a partir de um submarino. EFE

asb/ma

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *