Bombardeio da coalizão internacional deixa 18 mortos no nordeste da Síria

[ad_1]

Cairo, 20 ago (EFE).- Um bombardeio aéreo da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos deixou pelo menos 18 mortos, entre eles três crianças, na cidade de Al Shaddadi, no nordeste da Síria, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos neste domingo.

Três combatentes do grupo jihadista Estado Islâmico (EI) morreram no ataque, ocorrido na tarde do último sábado contra uma mesquita na qual os radicais tinham concentrado os residentes para doutriná-los sobre a vestimenta “adequada” para as mulheres, segundo a aplicação rígida das normas islâmicas.

No início de agosto, um menino e uma menina perderam a vida e vários menores de idade ficaram feridos, alguns em estado grave, por um ataque aéreo contra uma escola do povoado de Hadach, ao leste de Al Shaddadi, lembrou a organização.

A coalizão comandada por Washington iniciou sua campanha de bombardeios na Síria no dia 23 de setembro de 2014, depois que os jihadistas autoproclamaram um califado nas áreas que conquistaram em território sírio e iraquiano.

Atualmente, a coalizão oferece cobertura aérea às Forças da Síria Democrática (FSD), uma aliança liderada por milícias curdas, na cidade síria de Raqqa, considerada “a capital” do califado dos extremistas.

O Observatório já denunciou diversas vezes os “massacres” causados pelos aviões da coalizão, que bombardeia regiões com a presença de jihadistas, mas que, em muitas ocasiões, provoca vítimas civis. EFE

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *