Pyongyang insiste em que seu programa nuclear só é ameaça para os EUA

[ad_1]

Seul, 19 ago (EFE).- A Coreia do Norte insistiu neste sábado em que seu programa nuclear tem como único alvo dissuadir os Estados Unidos de realizar um ataque atômico sobre seu território e que não representa uma ameaça para os demais países, desde que não apoiem uma ação militar de Washington.

Um editorial do principal jornal estatal norte-coreano, o “Rodong Sinmun”, afirma que a decisão de desenvolver o programa nuclear não busca ameaçar o mundo, mas controlar “as imprudentes ações” de Washington destinadas a iniciar uma guerra nuclear.

“Os Estados Unidos exageraram dizendo que representamos uma grave ameaça para todo o planeta (…), mas não iniciaremos ou ameaçaremos realizar um ataque nuclear contra outros países do mundo, a menos que participem de ações militares americanas contra a Coreia do Norte”, diz o texto.

Nesse sentido, o jornal parece enviar uma mensagem de advertência aos dois principais parceiros militares dos EUA na região, Coreia do Sul e Japão.

O editorial acrescenta que o país não trabalho secretamente seu desenvolvimento nuclear e de mísseis e que “todos os procedimentos foram publicados de maneira transparente, como parte dos esforços para evitar uma guerra”.

Estas palavras parecem destinadas a aliviar o isolamento internacional de Pyongyang, o qual se aguçou depois que a ONU puniu recentemente seus lançamentos de mísseis balísticos intercontinentais com um severo pacote de sanções. EFE

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *