Cruzeiro pressiona, mas tropeça em casa e fica no empate com o Vitória

Cruzeiro pressiona, mas tropeça em casa e fica no empate com o Vitória

[ad_1]

Fechando os jogos deste domingo de 17ª rodada do Brasileirão, o Cruzeiro recebeu o Vitória no Mineirão e não conseguiu passar pela defesa baiana e só ficou no empate por 0 a 0. Na estreia de Vagner Mancini pela equipe de Salvador, o time visitante fez uma partida equilibrada no primeiro tempo e conseguiu superar a pressão celeste no final do jogo.O goleiro Fernando Miguel foi o grande nome da partida, tendo salvado pelo menos duas oportunidades claras de gols por parte dos mineiros.

Com o resultado, a Raposa vai aos 23 pontos e fica a quatro do G6, na nona colocação. Já o Leão segue no penúltimo lugar, agora com 13 pontos.

Segurança defensiva garante primeiro tempo equilibrado

A solidez defensiva marcou o início da partida no Mineirão. Por mais de 15 minutos, nenhuma das equipes conseguiu ameaçar com perigo a meta adversária. Centralizando sua jogadas com Thiago Neves, o Cruzeiro rodou a bola, mas não conseguiu passar pela zaga baiana. Por outro lado, o Vitória mostrou personalidade e chegou com mais frequência, mas também não criou chances de gol. A melhor oportunidade no início do jogo saiu aos 18 minutos, em boa trama da Raposa, mas que terminou com o gol bem anulado de Sassá, após passe de Diogo Barbosa.

Apesar de melhor em campo, o Cruzeiro produziu pouco no primeiro tempo e só chegou com qualidade na cabeçada de Thiago Neves, muito bem defendida por Fernando Miguel. Além dos ataques pouco frequentes, o time da casa ainda sofreu com as lesões no primeiro tempo e precisou queimar duas mudanças. Já nos acréscimos, Fábio bloqueou o chute de David dentro da área e evitou o gol rubro-negro antes do intervalo.

Goleiro faz milagres, e Vitória segura o empate

No início do segundo tempo, o Cruzeiro demorou para ‘voltar’ para o jogo e passou por alguns sustos. Novamente com David, o time visitante só não marcou por causa de outra boa defesa do goleiro Fábio. A resposta celeste saiu com Sassá, que recebeu livre dentro da área, mas chutou por cima.

Aos 27 minutos, Thiago Neves teve uma chance de ouro, mas parou na ótima defesa de Fernando Miguel. Já no final da partida, o meia do Cruzeiro teve uma nova oportunidade, agora cara a cara com o goleiro do Vitória, mas novamente não conseguiu superar o camisa 1. Apesar da pressão e muita blitz no final do jogo, o time baiano conseguiu se segurar e vai voltar para Salvador com um pontinho na bagagem.

CRUZEIRO x VITÓRIA

Motivo: 17ª rodada, Brasileirão 2017
Data/Hora: 30/07/2017, às 19h
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva – PA (FIFA)
Assistentes: Helcio Araujo Neves – PA (CBF) e José Ricardo Guimaraes Coimbra – PA (CBF)

GOLS: – – –
Cartões amarelos: Sassá, Ariel Cabral, Thiago Neves (CRU); Uillian Correia, Fernando Miguel, Cleiton Xavier, Wallace (VIT)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 10.046 pagantes/12.471 presentes/R$174.802,00.

CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Léo, Manoel (Murilo, 39’1ºT) e Diogo Barbosa; Henrique, Ariel Cabral; Thiago Neves, Elber (Rafinha, 37’1ºT), Rafael Sóbis; Sassá (Raniel, 33’2ºT). Técnico: Mano Menezes.

VITÓRIA: Fernando Miguel; Caíque Sá, Kanu, Wallace e Juninho; Ramon (Cleiton Xavier, 32’2ºT), Uillian Correia; Carlos Eduardo (Renê Santos, 22’2ºT), Yago (Patric, 13’2ºT); David, Santiago Tréllez. Técnico: Vágner Mancini.

E MAIS:

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *