Com arbitragem polêmica, Atlético-MG joga bem e supera o Coritiba

Com arbitragem polêmica, Atlético-MG joga bem e supera o Coritiba

[ad_1]

O Atlético-MG se recuperou na Série A e venceu o Coritiba por 2 a 0 neste domingo, no Couto Pereira, pela décima sétima rodada. É a primeira vitória do técnico Rogério Micale no comando do Galo, contratado recentemente para substituir Roger Machado – a equipe mineira vinha de duas derrotas em casa no torneio e de uma eliminação na Copa do Brasil. O Coritiba, vaiado pelos torcedores, está cada vez mais próximo da zona de rebaixamento e pode entrar na degola caso o rival Atlético-PR vença o Vasco da Gama na segunda-feira.

A equipe mineira começou em cima, mesmo atuando longe de seus domínios, e não demorou a balançar as redes. Aos 6, Adilson desviou de cabeça para as redes, após cobrança de falta, mas a arbitragem assinalou impedimento – de forma equivocada. Aos 12, entretanto, William Matheus tocou com a mão na bola dentro da área quando perseguia Cazares em um lançamento. No pênalti, Fábio Santos cobrou e abriu o placar para o Galo.

Com 25, a zaga coxa-branca novamente vacilou e fez outra penalidade, dessa vez bastante duvidosa, com Leonardo Silva caindo após Jonas e Luizão encostarem levemente em seu corpo. Na cobrança, Cazares decidiu bater e não mostrou o porquê da troca. Ele mandou no mesmo canto que seu companheiro, mas Wilson conseguiu defender.

Perdido em campo e já sendo vaiado pela torcida, o Verdão só apareceu aos 34. Tiago Real fez jogada pela direita e rolou para Henrique Almeida finalizar, mas Victor defendeu. Na sequência, Rildo avançou pela esquerda e foi para o solo após disputa de corpo com Adilson – a arbitragem nada marcou, em lance bem parecido com a penalidade anterior, e foi bastante cobrada pelos jogadores.

Logo na volta do intervalo, o Galo perdeu uma grande chance de ampliar. Blanco recebeu em velocidade pela direita e cruzou rasteiro para Rafael Moura que, na pequena área, tentou tirar do goleiro e isolou por cima. O Coxa respondeu aos 17, com Rildo achando Yan Sasse na área para chutar próximo da trave.

Mas, aos 27, a equipe atleticana matou o duelo. Em tabela pela direita, Marcos Rocha cruzou para a área, Rafael Moura ajeitou girando em Marcio e bateu na saída de Wilson. 0x2. Henrique Almeida, com 33, ainda desperdiçou boa chance de diminuir, após Luizão escorar de cabeça e ele chutar, da pequena área, para fora. E foi só.

Com a vitória, o Atlético-MG pulou para a nona colocação, com 23 pontos e a quatro do G6 – o Coritiba é o décimo sexto, com 19, e a dois pontos da ZR. Na próxima rodada, o Coxa encara o São Paulo na quinta-feira, às 19h, no Morumbi, já o Galo recebe o líder Corinthians na quarta-feira, às 21h, no Mineirão.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 0 X 2 ATLÉTICO-MG

Local: Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data-hora: 30/7/2017 – 16h
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Público e Renda: 11.564 pagantes / R$ 198.610,00
Cartões amarelos: Luizão, Henrique Almeida, Léo (COR); Adilson, Marcos Rocha, Leonardo Silva (ATL)
Gols: Fábio Santos, 12’1°T (0-1); Rafael Moura, 27’2ºT (0-2)

CORITIBA: Wilson; Léo, Márcio, Luizão e William Matheus; Jonas, Matheus Galdezani (Filigrana, 26’2ºT), Tiago Real (Yan Sasse, 14’2ºT) e Tomas Bastos (Alecsandro, 20’2ºT); Rildo e Henrique Almeida – Técnico: Marcelo Oliveira.

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Léo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Adilson (Elias, intervalo), Rafael Carioca, Cazares, Gustavo Blanco (Yago, 17’2ºT) e Pablo (Luan, 32’2ºT); Rafael Moura – Técnico: Rogério Micale.

E MAIS:

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *