Barcelona bloqueia dinheiro de Neymar para pressioná-lo a dizer logo se fica ou sai

Barcelona bloqueia dinheiro de Neymar para pressioná-lo a dizer logo se fica ou sai

[ad_1]

Neymar passou a segunda-feira cumprindo compromissos comerciais na China (Foto: Chandan Khanna/AFP)

A diretoria do Barcelona cansou do papel de refém do silêncio da família de Neymar com relação à transferência para o PSG e resolveu partir para o ataque. Nesta segunda-feira, depositou em juízo os 26 milhões de euros (R$ 96,2 milhões) do bônus da renovação.

O Chuteira revelou na quinta-feira passada que Neymar tinha direito a receber essa quantia, e que o prazo para que o pagamento fosse feito terminava nesta segunda, dia 31. Além disso, a reportagem informou que muita gente estava no clube estava incomodada com a situação, porque ele pegaria o bônus de um contrato de cinco anos e iria embora ao final do primeiro (outros jogadores do elenco recebem esse prêmio pela renovação embolsam o dinheiro ao longo da duração do contrato, e se vão embora antes que o vínculo chegue ao fim ganham o proporcional ao tempo que ficaram no clube). Pois bem, o argumento do clube ao depositar a bolada em juízo é justamente esse: se Neymar ficar, liberará os 26 milhões de euros imediatamente. Se ele for para a França, o Barça brigará na Justiça para pagar apenas um quinto do valor – 5,2 milhões de euros, o equivalente a R$ 19,2 milhões.

O clube tenta uma reação para melhorar a imagem de imobilismo que transmitiu desde que o assunto da negociação de Neymar com o PSG explodiu. Os dirigentes foram criticados por não forçarem o jogador a falar publicamente o que queria, e também por ficarem se reunindo frequentemente com o pai do craque, parecendo que imploravam por uma reviravolta no caso.

O clube quer um desfecho rápido para a novela, e isso não inclui apenas os dirigentes. A cada dia sai uma matéria nos jornais da cidade sobre o descontentamento dos jogadores com o silêncio de Neymar. E o técnico Ernesto Valverde tem pressa em saber se poderá contar com ele ou se o clube lhe dará reforços logo, porque nos dias 13 e 16 o time enfrentará o Real Madrid na decisão da Supercopa da Espanha.

Neymar da Silva Santos desembarcou nesta segunda-feira em Barcelona (chegou de Miami, onde no sábado viu a partida contra o Real Madrid, que deve ter sido a última do filho pelo clube), e mostrou a habitual má vontade com os jornalistas. No trajeto entre o saguão e o táxi que o levou para casa exibiu um semblante fechado e não respondeu sequer uma pergunta feita pelos jornalistas que caminhavam ao seu lado. Só abriu a boca para reclamar que os repórteres eram mal-educados. E ao entrar no carro bateu a porta com cara de poucos amigos.

Seu filho está na China, cumprindo compromissos comerciais com um patrocinador que também tem contrato com o Barça. Ele deixará o país nesta terça-feira, e a dúvida é saber para onde vai: sua assessoria diz que ele voltará para Barcelona, e na quarta-feira pela manhã se apresentará para treinar (o elenco ganhou dois dias de folga depois da viagem aos Estados Unidos), mas há rumores de que pode ir para Paris ou até para Doha, no Catar, onde seria submetido aos exames médicos e assinaria o contrato com o PSG e também um para ser garoto-propaganda da Copa do Mundo de 2022.

Um dos motivos para o negócio ainda não ter sido sacramentado é que o pai de Neymar contratou o advogado Marcos Motta para revisar cada vírgula dos contratos para se certificar de que não há o mínimo risco de a família vir a ter problemas fiscais. Enquanto Motta, que está fazendo um trabalho minucioso, não lhe der 100% de segurança, o pai não assinará nada nem permitirá que seu filho o faça.

 

 

Comments

comments

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *