Maia perde para Woodley, e Brasil segue sem título dos meio-médios no UFC

[ad_1]

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – Tyron Woodley manteve seu título dos meio-médios. Nesse sábado (29), o lutador venceu Demian Maia, em combate válido pelo UFC 214, em Anaheim (EUA), e manteve o Brasil sem títulos da categoria na história da competição de MMA.

Como esperado, Maia começou a luta tentando derrubar Woodley e usar o jiu-jitsu, seu ponto forte. O americano conseguiu se defender bem e acertou forte golpe no olho esquerdo do brasileiro, que já apareceu fechado ao fim da parcial.

No início do segundo round, Maia foi ao chão e sentiu ao levar mais um forte soco de direita de Woodley, que começou a ganhar confiança na luta. No terceiro, o brasileiro levou mais um knockdown em novo golpe do tipo.

Em clara vantagem, Woodley administrou a luta no quarto round para evitar quedas. A falta de trocação chegou a arrancar vaia da torcida presente no evento. Entediada com a luta, a plateia chegou até mesmo a ensaiar uma “ola” durante o combate.

No quinto set, Woodley continuou administrando sua vantagem e garantiu a vitória por decisão unânime dos árbitros.

Com o resultado, Maia perdeu a chance de conquistar um título inédito para o Brasil. Nunca um lutador brasileiro conquistou o cinturão dos meio-médios no UFC.

Vencedor da luta contra Maia, Woodley deve enfrentar Georges St-Pierre de acordo com Dana White, presidente do UFC. O canadense foi dono do cinturão da categoria duas vezes de forma definitiva, em 2006 e 2008, e de maneira interina em 2007.

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *