Cruzamentos foram “antídoto” do Flamengo contra Corinthians

Cruzamentos foram “antídoto” do Flamengo contra Corinthians

[ad_1]

Por muito pouco o Flamengo não conseguiu ser o primeiro time a vencer o Corinthians no Campeonato Brasileiro. Os times se enfrentaram em São Paulo, neste domingo (30), e empataram por 1 a 1. Mas o resultado poderia ter sido a favor dos rubro-negros, que conseguiram um “antídoto” contra o principal “veneno” corintiano.

A arma do Corinthians já foi usada em outros jogos contra times fortes, como Grêmio e Palmeiras: a equipe recuou, deixou a posse de bola com o adversário e se preparou para aproveitar erros. Aos 21min, Balbuena interceptou um passe e lançou Jô, que arrancou em velocidade e abriu o placar.

Depois o Flamengo ficou com mais posse de bola, mas só conseguiu ser perigoso depois do intervalo. Seja por orientação do técnico Zé Ricardo ou inteligência dos jogadores, surgiu uma estratégia que mudou o jogo: os rubro-negros começaram a apostar em jogadas pelas pontas, inversões de bola e cruzamentos na área.

O gol de Réver, aos 26min do 2º tempo, saiu após cobrança de escanteio. Mas não foi só esse lance que mostrou a importância da estratégia flamenguista. Antes, Cássio teve que fazer grande defesa em cabeceio de Juan, Diego recebeu cruzamento da direita e perdeu de forma absurda, além de Pedro Henrique quase marcar contra ao tentar cortar um cruzamento.

Não foi dessa vez que o Corinthians perdeu. Mas o Flamengo pode se gabar de ter conseguido algo que poucos fizeram: ter uma estratégia superior a dos alvinegros.

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *