Barcelona derrota o Real Madrid em possível adeus de Neymar

[ad_1]

O Barcelona fez um grande jogo diante do Real Madrid na noite deste sábado, no estádio Hard Rock, em Miami, nos Estados Unidos, ganhou por 3 a 2 e conquistou Copa dos Campeões Internacionais. Apesar do grande duelo entre os rivais, porém, o jogo ficou marcado principalmente por ser o provável último de Neymar com a camisa dos catalães, que devem perdê-lo para o Paris Saint-Germain nesta semana.

O brasileiro, por sinal, teve boa apresentação diante do eterno rival do Barça, combinando bem e dando passe para o gol de Piqué, que deu números finais ao duelo. Antes, assistiu ao tento de Messi e participou do de Rakitic. Sem Cristiano Ronaldo e claramente com dificuldades normais de uma pré-temporada, o Real engrossou no contra-ataque e marcou com Kovacic e Asensio, mas não conseguiu a igualdade final.

O primeiro tempo começou com um susto, quando Neymar recebeu a bola e reclamou de dores no pé direito. O brasileiro pediu atendimento médico e, enquanto recebia tratamento, viu Messi entrar driblando na defesa do Real, limpar Modric e bater de esquerda. A bola desviou em Varane e encobriu Navas, abrindo o placar aos quatro minutos de bola rolando.

Pouco depois, Neymar mostrou que estava bem e passou por dois adversários antes de rolar para Suárez. O uruguaio protegeu e deixou passar para Rakitic, que acertou o canto de Navas e ampliou. Grogue, o Real quase levou o terceiro em duas ocasiões, com Messi e Suárez, mas contou com uma boa investida de Kovacic, pelo meio da defesa. O armador recebeu, avançou e, da entrada da área, venceu Cillessen com um chute no canto. 2 a 1 em apenas 14 minutos.

O tento não assustou o Barça, que continuou pressionando e perdendo chances de ampliar o marcador. Neymar, na melhor delas, recebeu de Suárez e chutou de esquerda, rente à trave de Navas. Na sequência, Rakitic roubou bola no campo ofensivo e tocou para Messi. O argentino entrou na área, cortou a marcação e chutou forte, mas parou no goleiro madridista.

A pressão foi tamanha que os catalães se descuidaram da defesa. Após escanteio cobrado da direita, a zaga do Real cortou e Asensio partiu em velocidade. O canhoto limpou com facilidade Vidal e tocou para Benzema, que devolveu para ele dentro da área. Alba tentou o corte, mas furou e viu o garoto mostrar qualidade, tirar do goleiro e deixar tudo igual para o intervalo.

Logo no começo do segundo tempo, Neymar continuou com seu show particular, dando dois belos dribles em Casemiro e cavando falta pelo lado esquerdo do ataque. Na cobrança, o craque brasileiro bateu bem e achou Piqué livre no meio da área. O espanhol bateu de primeira e venceu Navas. Pouco depois, Umtiti recebeu dentro da área e quase ampliou, mas parou em Nacho.

A partir daí, os técnicos realizaram muitas substituições, dando minutos a alguns garotos das categorias de base e reservas pouco utilizados recentemente. Um dos poucos de renome que jogou até o final, Isco quase deixou tudo igual próximo aos 40 minutos, quando invadiu a área e bateu rasteiro, no canto esquerdo. Cillessen, porém, fez grande defesa e assegurou o título simbólico dos catalães.

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *