Shevchenko enxerga “medo” de Amanda em fazer mais de três rounds

Shevchenko enxerga “medo” de Amanda em fazer mais de três rounds

[ad_1]

Valentina Shevchenko e Amanda Nunes farão a luta principal do UFC 213, que acontecerá no dia 8 de julho, em Las Vegas (EUA). Será uma revanche, já que as duas estiveram frente a frente pouco mais de um ano atrás, quando a brasileira venceu na decisão unânime após três rounds. Como a nova luta valerá o cinturão da divisão dos galos (61 kg), desta vez poderemos ter até cinco assaltos, o que pode ser determinante, de acordo com a atleta do Quirguistão.

Durante coletiva de imprensa realizada pelo telefone nesta quinta-feira (29), Valentina relembrou que no primeiro encontro entre as duas, apesar de ter perdido, ela terminou o duelo melhor. Por conta disso, a desafiante acredita que Amanda possa estar com receio de um duelo mais longo desta vez.

“Essa é uma nova luta. Naquela luta, se eu tivesse mais um minuto, o resultado teria sido diferente. Ela pode falar que está vindo para me finalizar, que está preparada para cinco rounds. Tudo bem, não faz diferença. Eu sinto que isso tudo é medo de que a luta passe do terceiro round. Isso é medo, nada mais. Eu estou preparada para tudo e vou tentar finalizá-la o mais rápido possível. Não ligo para última luta, foi há mais de um ano”, afirmou.

Demonstrando enorme confiança no seu talento, Shevchenko se mostrou bastante focada em colocar as mãos na cinta. Para ela, nada mais interessa do que vingar o único revés sofrido desde que entrou no maior torneio de MMA do mundo.

“Como eu disse desde o início, quando cheguei no UFC, o meu objetivo sempre foi conquistar o título. Então estou indo atrás do meu objetivo. Me sinto muito bem, me preparei muito para essa luta. Antes da luta eu não ligo para o que as pessoas pensam de mim. Eu sou muito confiante no meu poder, eu sei onde eu posso ir. Isso é muito importante. Minha equipe acredita em mim. Eu acredito em mim. A única coisa que tenho na minha mente é a vitória”, concluiu.

Amanda Nunes fará a sua segunda defesa de cinturão. A brasileira ganhou o título ao finalizar Miesha Tate no UFC 200 e depois defendeu sua conquista ao nocautear Ronda Rousey no UFC 207.

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *