Para Jair, desatenção no início custou derrota ao Botafogo em Minas

[ad_1]

O técnico Jair Ventura criticou a desatenção da sua equipe no início da partida contra o Galo, na noite dessa quinta, pelo confronto de ida das quartas de final da Copa do Brasil. Na entrevista coletiva após a derrota por 1 a 0, o treinador disse que os jogadores do Botafogo foram alertados sobre a força do adversário e a pressão que o Atlético-MG exerceria nos primeiros minutos.

“Eles fizeram aquela pressão, com muitas bolas alçadas na área, um descuido nosso ali e acabamos tomando gol no início”, comentou o comandante.

Para Jair, depois de sofrer o gol é que o Botafogo entrou na partida e passou a jogar de igual para igual. O técnico da equipe carioca lembrou que, ainda no primeiro tempo, o Botafogo perdeu uma chance clara para empatar, com Bruno Silva. E que foi bem melhor no segundo tempo, mesmo antes de o adversário ficar com dez jogadores por causa da expulsão de Fred.

“Criamos mais chances, mas são só indicadores, não quer dizer nada no futebol”, minimizou.

Para o treinador, o Botafogo perdeu o primeiro tempo de um jogo de 180 minutos e por um placar mínimo. Por isso, não há motivo para desespero

“Temos totais condições de reverter o resultado jogando em casa, com o apoio da nossa torcida”, garantiu.

Autor da mais importante defesa da partida, ao impedir o gol de Rafael Moura, que chutou à queima-roupa no fim do segundo tempo, o goleiro Gatito Fernández disse que conseguiu fazer a intervenção porque foi para a bola de olhos abertos.

“Fui para cima porque ele estava perto do gol, então, tinha que sair para não dar espaço. Felizmente consegui tirar a bola”, explicou o arqueiro.

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *