Big Festival 2017: Overcooked vence prêmio de Melhor Jogo

Big Festival 2017: Overcooked vence prêmio de Melhor Jogo

O frenético game cooperativo de simulação de cozinha, Overcooked, venceu o prêmio de Melhor Jogo do Big Festival 2017. Produzido pelos britânicos da Ghost Town Games, o título venceu de concorrentes como The Deadly Tower of Monsters, Death Squared, Figment e Wuppo, levando também a categoria de Melhor Gameplay.

Já os prêmios de Melhor Jogo Brasileiro e de Melhor Jogo por Voto Popular foram para Distortions, do estúdio paulista Among Giants. Com uma temática pessoal e visual abstrato, a produção acompanha uma jovem menina que utiliza a música de seu violino como arma, com acordes podem moldar o mundo ao redor.

Confira todos os vencedores da premiação do Big Festival 2017 em negrito na lista abaixo:

Melhor Jogo

  • The Deadly Tower of Monsters (ACE Team), do Chile
  • Death Squared (SMG Studio), da Austrália
  • Figment (Bedtime Digital Games), da Dinamarca
  • Overcooked (Ghost Town Games), da Grã-Bretanha
  • Wuppo (Knuist & Perzik), da Holanda

Melhor Jogo Brasileiro

  • Esquadrão 51 (Márcio Rosa)
  • Necrosphere (Cat Nigiri)
  • Starlit Archery Club (Rockhead Games)
  • NEXT JUMP: Shmup Tactics (Post Mortem Pixels)
  • Warlock's Tower (Midipixel)
  • Distortions (Among Giants)
  • In Extremis (LNDFRR)
  • Keen (Cat Nigiri)
  • Sword Legacy: Omen (Fableware Narrative Design e Firecast Studio)
  • Legend of the Skyfish (Mgaia Studio)

Melhor Jogo da América Latina

  • 64.0 (Rebel Rabbit), do Perú
  • The Deadly Tower of Monsters (ACE Team), do Chile
  • ETHEREAL (Nonsense Arts), da Argentina
  • Sweet Meat (OneEyeAnt), da Argentina
  • UnderHero (Paper Castle Games), da Venezuela

Melhor Jogo Educacional ou de Impacto Social

  • Ishmael (Necessary Games), dos Estados Unidos
  • Jump, Step, Step (Thang Phung Dinh & Dzung Phung Dinh), do Vietnã
  • Leis para Todos (Supernova Games), do Brasil
  • Lucro S/A (Universidade Feevale – Laboratório de Objetos de Aprendizagem), do Brasil
  • Orwell (Osmotic Studios), da Alemanha

Melhor Jogo de Realidade Virtual

  • SUPERHOT VR (SUPERHOT Team), da Polônia
  • A Lost Room (Cruel Byte), do Brasil
  • Redout (34BigThings), da Itália
  • The Price of Freedom (Construct Studio), dos Estados Unidos

Melhor Arte

  • Figment (Bedtime Digital Games), da Dinamarca
  • The Deadly Tower of Monsters (ACE Team), do Chile
  • Esquadrão 51 (Márcio Rosa), do Brasil
  • Beat the Game (Worm Animation), dos Estados Unidos
  • Four Last Things (Joe Richardson), da Grã-Bretanha
  • Vignettes (Skeleton Business), da França
  • Old Man's Journey (Broken Rules), da Áustria

Melhor Narrativa

  • Detention (Red Candle Games), de Taiwan
  • Beholder (Alawar Entertainment), da Rússia
  • A Place for the Unwilling (AlPixel Games), da Espanha
  • An Afternoon Rippling (Mars Lizard), dos Estados Unidos
  • Milkmaid of the Milky Way (Machineboy), da Noruega
  • Wuppo (Knuist & Perzik), da Holanda
  • Figment (Bedtime Digital Games), da Dinamarca

Inovação

  • Orwell (Osmotic Studios), da Alemanha
  • Old Man's Journey (Broken Rules), da Áustria
  • Necrosphere (Cat Nigiri), do Brasil
  • Vignettes (Skeleton Business), da França
  • YANKAI'S PEAK (Kenny Sun), dos Estados Unidos

Melhor Som

  • Aaero (Mad Fellows), da Grã-Bretanha
  • Beat the Game (Worm Animation), dos Estados Unidos
  • The Deadly Tower of Monsters (ACE Team), do Chile
  • ETHEREAL (Nonsense Arts), da Argentina
  • Future Unfolding (Spaces of Play UG), da Alemanha
  • Guns of Icarus Alliance (Muse Games), dos Estados Unidos
  • She Remembered Caterpillars (Jumpsuit Entertainment), da Alemanha

Melhor Gameplay

  • Death Squared (SMG Studio), da Austrália
  • Overcooked (Ghost Town Games), da Grã-Bretanha
  • Celeste (Matt Makes Games Inc.), do Brasil
  • Nidhogg 2 (Messhof), dos Estados Unidos
  • Ultimate Chicken Horse (Clever Endeavor Games), do Canadá
  • Necrosphere (Cat Nigiri), do Brasil
  • Starlit Archery Club (Rockhead Games), do Brasil

Prêmio Big Starter – Melhor Jogo de Entretenimento

  • Adventure Llama (Pedro Savino – Rio de Janeiro, Rio de Janeiro)
  • Darkness Revealed (Pixel Cows – Jundiaí, São Paulo)
  • King Boom (Digi Ten – São Paulo, São Paulo)
  • No Place for Bravery (Glitch Factory – Brasília, Distrito Federal)
  • The Last Princess (40 Giants Ent. – Porto Alegre, Rio Grande do Sul)

Prêmio Big Starter – Melhor Jogo Educacional ou de Impacto Social

  • Árida (Aoca Game Lab – Salvador, Bahia)
  • medRoom (medRoom – São paulo, São Paulo)
  • Senta a Pua (Comics World – São Paulo, São Paulo)

Bruna Penilhas é repórter no IGN Brasil. Você pode segui-la no Twitter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *