Criado para eSports, Overwatch não está muito bem no cenário competitivo

Criado para eSports, Overwatch não está muito bem no cenário competitivo

[ad_1]

Desde o seu conceito e revelação, Overwatch não parece ser um jogo que poderia entrar no ramo de eSports: ele era um jogo feito para estar neste cenário. O sucesso no ramo dos jogos competitivos era tão grande que o game já era considerado bem-sucedido antes de ser lançado. Porém, parece que não é bem assim que as coisas andam ultimamente.

O cenário de eSports não está bem para o game da Blizzard e algumas organizações e times estão desmontando ou descontinuando as suas equipes de Overwatch. O motivo? Os eventos competitivos estão se tornando cada vez mais escassos, algo que está tornando o título cada vez menor nas transmissões do YouTube e Twitch.

A ELEAGUE e a FACEIT tiveram uma parceria com Overwatch em 2016, mas não repetiram a dose em 2017. Na outra ponta, a ESL, DreamHack e até a Activision Blizzard MLG deixaram o jogo de fora ou diminuíram a premiação dos campeonatos. Por conta disso, está se tornando cada vez mais caro manter uma equipe para o jogo: com prêmios e frequência de evento menores, os times têm menos chances de levar dinheiro para os seus patrocinadores.

Muitas empresas estão descontinuando as equipes dedicadas ao game, pois é algo caro para se manter e que tem gerado pouco retorno. Mas de quem é a culpa? De acordo com o relatório da Eurogamer, pode ser a própria Blizzard. Na Blizzcon, a empresa revelou a Overwatch League, o campeonato “oficial” do game e organizado pela desenvolvedora, mas ele está longe ainda e só deve começar a ser executado em 2018.

A Blizzard precisa reacender o cenário de eSports para o jogo, mas parece que isso não vai acontecer em 2017

“Há muitas pessoas desapontadas em como a Blizzard fez a Overwatch League, pausando o ecossistema, pausando a cominidade e sem nada realmente acontecer” explicou o CEO da Ninjas in Pyjamas. Apesar de o cenário atual estar ruim, ainda há luz no fim do túnel: a popularidade do jogo continua em alta e há muitos jogadores consumindo Overwatch, mas para o cenário de eSports decolar como ocorreu em 2016 é preciso mais do que interesse do público.

[ad_2]

Source link

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *